(48) 3380 - 0028 contato@animati.com.br

A impressão sob demanda com OCR

A Impressão sob demanda é um recurso que permite a entrega ágil dos exames quando os pacientes já estão no centro de radiologia para retirar os resultados.

Os nossos sistemas permitem a realização de impressão sob demanda de duas formas: 

Se você quiser saber mais sobre a impressão sob demanda e os benefícios que ela entrega, acesse o post onde o tema é abordado com mais detalhes.

O que é  OCR?

OCR é a sigla do termo Optical Character Recognition, que para o português pode ser traduzido como Reconhecimento de Caracteres Ópticos.
É uma tecnologia amplamente utilizada em diversos sistemas e aplicativos que identificam letras e números a partir de imagens e transformam essas informações em conteúdos de texto.

Na radiologia, o OCR pode ser utilizado para “ler” ou reconhecer os caracteres de filmes de exames para impressão que tenham sido criados diretamente pelos Film composers dos equipamentos ou em diferentes Workstations. A tecnologia reconhece os caracteres das anotações dos filmes dos exames dos pacientes e associa à Worklist ou lista de exames no PACS. Esses filmes associados aos exames dos pacientes ficam disponíveis para que sejam impressos prontamente caso os pacientes venham buscar os exames.

Processo de impressão sob demanda com OCR

A impressão sob demanda com OCR é recomendada nos casos onde os filmes para impressão são criados diretamente nos equipamentos de captura de imagem ou em Workstations de outros fabricantes. Sempre que houver a possibilidade de criação de filmes na Animati Workstation, recomendamos que seja feito por ela, pois o processo é ágil e os filmes são associados diretamente ao cadastro do paciente no PACS.  

A composição de filmes para impressão feitas em film composers de equipamentos ou workstations de outros fabricantes, costuma ter como finalidade o envio para uma impressora DICOM, que fará a impressão de todos os exames sequencialmente, impossibilitando o processo de impressão sob demanda e redução de custos com os exames que não precisam ser impressos. 

Para que haja a possibilidade de impressão sob demanda, o filme precisa estar vinculado à identificação do paciente na worklist ou lista de exames do PACS. Os filmes criados por sistemas externos não são automaticamente vinculados aos dados do paciente no PACS.

Para suprir essa lacuna de comunicação direta entre os sistemas, o processo de impressão sob demanda com OCR presume o envio do filme criado para uma impressora virtual DICOM, que ao invés de imprimir, armazena o filme. A partir dessa imagem armazenada, o sistema de OCR pode realizar a leitura dos dados nas anotações visíveis que constam no arquivo de imagem do filme. 

Geralmente, as anotações nos filmes incluem informações sobre o nome do paciente, data do exame, descrição do estudo, ID do paciente e accession number. Das informações comuns nas anotações de filmes, duas delas são imprescindíveis para que o sistema consiga realizar a correspondência com os dados no PACS: ID do paciente e accession number.

Identificadas as informações de ID do paciente e accession number, uma consulta à worklist ou lista de exames é realizada para checar a correspondência dessas informações registradas com os dados presentes no PACS. Existindo correspondência entre os dados da imagem e da lista dos exames (ou worklist), a imagem do filme pronto para a impressão é associada ao exame do paciente no PACS.

Limites e restrições do OCR

OCR é uma tecnologia de reconhecimento óptico de caracteres. Em uma analogia simples, ela funciona de forma similar à visão humana. Nós conseguimos ler um texto se a fonte tem um tamanho adequado, o contraste entre o fundo e o texto é bom, se os caracteres são legíveis e reconhecíveis, etc. Porém, nós não conseguimos ler um texto onde a fonte e o fundo têm a mesma cor, ou com uma fonte muito pequena. 

Da mesma forma que a visão humana tem restrições a reconhecer caracteres ópticos, o OCR também tem. Em alguns casos, onde os caracteres se confundem com o tom de fundo da imagem, o reconhecimento é mais difícil. Alguns formatos de exames são particularmente propensos a não serem reconhecidos, como tomografias de tórax com janela de pulmão, onde o contraste entre o fundo da imagem e a anotação pode dificultar a leitura. 

Nesses casos onde não ocorre o reconhecimento, os filmes devem ser associados manualmente aos registros dos pacientes no PACS. 

Alguns centros de radiologia da nossa base têm percentuais de 97 ou 98% de associação automática dos filmes à lista de exames. A taxa mínima de associação do OCR, tendo como referência os percentuais dos nossos clientes que utilizam a tecnologia é de 90%. Fatores que influenciam no percentual de associação são as modalidades de exames realizados, clareza e nitidez das anotações dos filmes e informações que constam nas anotações.

“Uma coisa que eu acho muito importante citar é a segurança que o netPACS nos traz com relação ao OCR. […] Nós temos casos de não associação, mas não de associação errada.”
Francisco Rodrigues

Gerente de T.I. , Ultra X de São José do Rio Preto

Se você tem interesse em saber mais sobre o processo de impressão sob demanda através do OCR, assista ao vídeo de explicação do processo completo.

Caso se interesse sob o processo de impressão sob demanda com a Animati Workstation, você pode saber mais acessando o post “A impressão sob demanda com a Animati Workstation“.