Quer evoluir seu diagnóstico por imagem? Veja como a Inteligência Artificial na Radiologia pode ajudar!

 Jean Carlo Berni - CEO - Animati netPACS
Por: Jean Carlo Berni
CEO – Animati netPACS
Quer evoluir seu diagnóstico por imagem? Veja como a Inteligência Artificial na Radiologia pode ajudar!

A relevância da inteligência artificial (IA) tem crescido significativamente nos últimos anos, causando um impacto cada vez maior na maneira como trabalhamos e vivemos. Em diversas áreas, incluindo a medicina, a IA tem se mostrado uma ferramenta valiosa para auxiliar em tarefas complexas. Na radiologia, a IA vem sendo utilizada para melhorar a qualidade dos diagnósticos tornando o processo mais rápido e eficiente.

O que é Inteligência Artificial?

Inteligência artificial é um ramo da ciência da computação que busca desenvolver algoritmos e sistemas que possam imitar a capacidade humana de aprender, raciocinar e tomar decisões. A ideia é que as máquinas sejam capazes de realizar tarefas que normalmente requerem inteligência humana, como reconhecimento de fala, reconhecimento de padrões, tomada de decisões e até mesmo criação de arte.

A IA tem aplicações em diversas áreas, desde a automação industrial até a medicina e a assistência ao paciente. Alguns exemplos de sistemas de IA incluem assistentes virtuais, carros autônomos, análise de dados, jogos eletrônicos, robôs industriais, entre outros. Embora a IA esteja em constante evolução, suas ferramentas derivadas vêm trazendo muitos benefícios para a sociedade, tornando processos mais eficientes, reduzindo erros e ampliando as aplicações das tecnologias computacionais.

A radiologia pode utilizar a IA na realização de exames e diagnósticos, onde se busca maior agilidade nos processos, redução de erros e priorização dos exames de maior urgência. Embora haja receios por parte de médicos radiologistas, o uso da inteligência artificial não tem como objetivo substituir a atividade humana, mas sim otimizá-la. Na radiologia, a IA tem se mostrado uma ferramenta poderosa para melhorar a precisão do diagnóstico, acelerar o processo de análise de imagens e reduzir erros humanos.

 

Algumas das principais aplicações da IA na radiologia são:

 

Detecção precoce de doenças

A IA pode ser usada para identificar padrões em imagens de exames que indicam a presença de doenças. Os algoritmos de inteligência artificial possuem a capacidade de identificar lesões sutis que, por vezes, podem passar despercebidas pelo radiologista, permitindo que doenças sejam caracterizadas em estágios iniciais, aumentando as chances de sucesso de tratamentos subsequentes.

Detecção de lesões

O software de IA pode ser treinado para identificar áreas com achados radiológicos importantes, como por exemplo, tumores, fraturas ou lesões, salientando anormalidades no exame de imagem.

Classificação e priorização de exames urgentes

A IA também pode ser utilizada para classificar imagens de exames de imagem. Por exemplo, a IA pode identificar e rotular exames que apresentam achados importantes de forma que o radiologista altere sua worklist de trabalho priorizando os exames com sinalização de achados importantes ou graves.

Auxílio na redação dos laudos

Softwares de reconhecimento de voz já utilizam o aprendizado de máquina para melhorar sua acurácia e desempenho na transcrição da fala em texto, sendo muito utilizados no processo de laudo. Outra aplicação possível é a recomendação textual descritiva dos achados que podem ser inseridos de forma automática no pré-laudo base utilizado pelo médico.

Para dar finalidade prática as aplicações de inteligência artificial no contexto de uso do PACS, a Animati possui parceiros homologados que trazem ferramentas importantes para otimização dos processos de diagnóstico.

A Animati estabeleceu parceria com a Aquila, que utiliza IA para implementar o processo de dupla leitura em mamografia, a fim de aumentar a probabilidade de detecção precoce de câncer de mama. Ela atua como segundo leitor, direcionando para os médicos radiologistas somente os exames onde houve discrepância entre a primeira e a segunda leitura. Isso reduz a carga de trabalho dos médicos radiologistas e diminui os custos no processo de segunda leitura e revisão de laudos.

Além disso, a Aquila ainda oferece outros benefícios, além do aumento da taxa de detecção precoce de câncer de mama, a identificação de erros clínicos e indicadores de qualidade que podem ser utilizados no treinamento da equipe. A inteligência artificial da Aquila não substitui os médicos radiologistas, mas dá suporte a todas as etapas do diagnóstico, melhorando a eficiência e a qualidade diagnóstica. As informações de redução de carga de trabalho e métricas de qualidade ficam disponíveis para auxílio na tomada de decisão.

Na parceria com a Harpia, uma plataforma de soluções de inteligência artificial para diagnóstico por imagem, as imagens armazenadas no PACS podem ser enviadas para a plataforma, que os processa, devolvendo resultados, em até 10 minutos. Entre os benefícios da solução estão a assertividade do diagnóstico, com uma redução de até 15% nas incoerências de diagnóstico, um aumento de até 40% na produtividade, a priorização da fila de diagnóstico, agilizando a emissão de laudo, o aumento do diagnóstico precoce em até 20%, além da redução de custos para operadoras, hospitais e clínicas de imagem.

Ainda, a solução de IA da Harpia contribui para a elaboração do laudo médico, preenchendo automaticamente o laudário com sugestões de achados identificados na análise computacional. Além disso, a plataforma também oferece relatórios com as análises e achados identificados, resumos das indicações visuais do estudo disponibilizados na série e mosaicos com indicações dos achados no exame.

A parceira Iara é uma solução especializada em reconhecimento de voz para a área de saúde, com tecnologia própria desenvolvida por médicos para médicos. Ela permite converter comandos de voz em máscaras de laudo e frases personalizáveis, aumentando a eficiência e qualidade dos relatórios. Utilizando inteligência artificial, a plataforma tem altíssima acurácia na conversão de vozes, sotaques e expressões em textos médicos, aprendendo e se adaptando ao usuário a cada uso.

Além disso, ela é compatível com qualquer microfone, incluindo SpeechMike, e pode ser utilizada totalmente integrada ao sistema PACS. Essa solução agiliza o trabalho dos profissionais de saúde e aumenta a precisão das transcrições frente a soluções genéricas de reconhecimento de voz.

A união entre a inteligência artificial e os profissionais radiologistas pode trazer grandes benefícios para a prática médica, permitindo que os médicos desempenhem seu papel com mais eficiência e precisão. Embora haja preocupações de que a tecnologia possa substituir os radiologistas, é importante destacar que a IA é complementar e os médicos continuam sendo peças-chave na interpretação dos resultados e no cuidado com o paciente.

O avanço da tecnologia pode levar a uma transformação no mercado de trabalho da radiologia e os profissionais que se adaptarem à nova realidade e se mantiverem atualizados terão grandes benefícios no desempenho de suas atividades. No fim, a IA e os médicos radiologistas juntos podem proporcionar diagnósticos mais precisos, um atendimento mais eficiente e melhores resultados para os pacientes.

Entre em contato com nossos especialistas para saber mais sobre como integrar ferramentas de inteligência artificial ao fluxo de trabalho do seu centro de diagnóstico por imagens. Estamos disponíveis para auxiliar e oferecer soluções personalizadas de acordo com as necessidades da sua instituição.